All Posts by Danilo Candia

Varas

Produção de bambu deverá ser estimulada pelo Mapa

Em entrevista, depois de participar, em São Paulo, de Seminário sobre a Economia do Bambu no Brasil, o ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) disse em entrevista que poderá rever regulamentação e trabalhar para que o próximo Plano Agrícola tenha taxas mais favoráveis a essa cultura. Declarou ter ficado impressionado com a possibilidade do plantio em áreas degradadas e com o fato de pequenas unidades produzirem grandes volumes de bambu.

Saiba mais!

http://focorural.com/detalhes/n/n/10748/55/producao-de-bambu-devera-ser-estimulada-pelo-mapa.html

Casa das Birutas – GRIDSHELL EM BAMBU

Um estudo realizado pela BCZ!

A Gera Brasil encabeça o projeto-piloto “Casa das Birutas”, na Ecovila Clareando, em Piracaia-SP, uma casa sustentável que utiliza conceitos de Green Building e busca a certificação Referencial GBC Brasil Casa®.
As diretrizes sustentáveis objetivam trazer benefícios para os usuários e ao meio ambiente. A acessibilidade é garantida no projeto térreo feito sobre terreno inclinado. A casa pousada suavemente em uma plataforma plana, é voltada para a bela da região da Serra da Mantiqueira. A implantação esta adequada ao melhor desempenho térmico do projeto e seus materiais. O terreno com 45 graus de inclinação praticamente não foi alterado, e os poucos recortes feitos, garantiram uma fundação firme e esbelta.
Como premissa do projeto, foram escolhidos materiais e mão de obra preferencialmente locais. O ponto alto do projeto é o Grid Shell do Bambu apoiado diretamente em 4 pontos no terreno, poupando a estrutura da casa de seu peso. Sua forma orgânica e de estrutura complexa traz para o ambiente sombra e luz, texturas e sensações únicas para os ambientes internos.
A planta da casa foi pensada como um grande espaço aberto, livre de colunas proporciona liberdade de design ilimitado para a utilização de seus espaços, que podem ser utilizado por uma família ou para abrigar um grupo de estudantes que frequentemente fazem cursos na ecovila em finais de semana e feriados

#bambu #bamboo #BCZ #bambucarbonozero #gredschellembambu #arquitetura#design#arquiteturasustentavel #sustentabilidade #estrutura#materialrenovavel 

http://gerabrasil.com.br/casa-das-birutas/

MOSTRA | EXPERIMENTANDO LE CORBUSIER – INTERPRETAÇÕES CONTEMPORÂNEAS DO MODERNISMO

Cabana dos Campana – Três Homens e Uma Cabana

Dois irmãos e um “Bambuzeiro” – Humberto Campana, Fernando Campana e Danilo Candia.

  • Parceria BCZ – Irmãos Campana

Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, inaugura no dia 16 de junho, sábado, às 14h00, a exposição ‘Experimentando Le Corbusier – Interpretações contemporâneas do modernismo’.

Com curadoria de Pierre Colnet e Hadrien Lelong, da Cremme – Editora de Mobiliário, via Instituto Cremme, associação que tem como compromisso atuar nas esferas social, educacional e artística por meio da promoção de atividades de fomento à cultura, a mostra permeia o pensamento de Le Corbusier para além do perímetro da arquitetura.

A nova exposição apresenta uma reflexão sobre o modernismo no Brasil e sobre o trabalho do arquiteto franco-suíço. O intuito dos artistas, designers e arquitetos brasileiros convidados para participar da mostra é manter vivo o pensamento moderno e revolucionário de Le Corbusier.

Uma conversa entre o premiado arquiteto paulista Paulo Mendes da Rocha e Catherine Otondo inspira as ilustrações de Alexandre Benoit. Noções como simetria, perspectiva, movimento e composição são abordadas pelas obras dos artistas Carla Chaim, Lucas Simões e Ivan Padovani. Estarão expostas peças da Oficina de Marcenaria elaboradas em parceria com o Instituto Leo, que propôs a releitura do modernismo por meio da concepção de móveis inspirados nas obras de Le Corbusier. Os Irmãos Campana completam o corpo de designers, ocupando o jardim do Museu com a instalação Taquara.

“Nos trabalhos expostos, temos um desafio às várias disciplinas que se entrecruzam nos campos do design e da arquitetura, permeados pela experimentação técnico-artística. Uma oportunidade para observar a diluição de suas fronteiras, cada vez mais tênues, na contramão do mundo das especializações”, comenta Giancarlo Latorraca, diretor técnico do MCB.

Os curadores também convidaram um time de escritórios brasileiros formado por Aleph Zero, AR Arquitetura, Bloco Arquitetos, FGMF, Gabriel Ranieri, Pedro Ribeiro, Estudio Guto Requena, Metro Arquitetos Associados, MNMA Studio, Nitsche Arquitetos, Play Arquitetura, Terra e Tuma e Triptyque Architecture a refletir como hoje repercute o processo modernista no território nacional e dentro do próprio ambiente de trabalho. O artigo do filósofo francês Mickaël Labbé, feito especialmente para a mostra, sustenta o trabalho dos arquitetos na exposição.

Le Corbusier
Charles Edouard Jeanneret-Gris, conhecido mundialmente por Le Corbusier, foi um arquiteto franco-suíço que se tornou uma das figuras mais importantes da arquitetura no século XX. Desenvolveu ampla atividade acadêmica e teórica, além de publicar diversos artigos sobre seus estudos arquitetônicos. Foi grande influenciador na formação da geração modernista de arquitetos brasileiros, principalmente, por prestar, em 1936, consultoria no projeto do Palácio Gustavo Capanema. Le Corbusier faleceu em 1965 e foi enterrado no túmulo que projetou para si mesmo.

#bambu #bamboo #BCZ #bambucarbonozero #arquitetura #design#arquiteturasustentavel #sustentabilidade #estrutura #materialrenovavel #irmaoscampana #museudacasabrasileira #lecorbusier Continue reading

GRIDSHELL EM BAMBU

O escritório Gera Brasil procurou a Bambu Carbono Zero para fazer um estudo de construção de um Gridshell em bambu. Neste projeto trabalhamos em parceria com o engenheiro calculista, especialista em madeira, Alan Dias da Carpinteria que realizou os ensaios de cargas com base  em modernos programas para calculo, em seguida a BCZ construiu uma maquete em bambu para para validar as técnicas de construção. Atualmente a obra está em fase final, executada pelo construtor Bruno Sales.

Abaixo a sequencia de fotos desde a maquete ao momento de execução final do telhado.

 

GRIDSHELL MAQUETE

 

 

 

Engenheiro Alan Dias e Equipe de Arquitetura Gera Brasil.

GRIDSHELL DE BAMBU em execução.

 

 

 

 

Criada a Associação Brasileira do Bambu – BambuBr

No dia 20 de abril de 2018, nas dependências da Pontifícia Universidade de Campinas – PUCCAMP, foi discutido e aprovado o estatuto da Associação Brasileira do Bambu – BambuBr. Estiveram presentes representantes dos diversos setores envolvidos na pesquisa, utilização e comercialização do bambu. Foram também discutidas várias sugestões enviadas por pessoas interessadas no assunto, submetendo-se cada artigo do estatuto à aprovação da assembleia.

Posteriormente, efetuou-se a eleição, por meio de voto direto, dos membros da Diretoria da BambuBr, tendo sido eleitos, por unanimidade:

  • Presidente – Dr Elson de Araujo Montagno – Edulab, Campinas, SP;
  • Vice-Presidente  – Dr Antonio Ludovico Beraldo, Universidade Estadual de Campinas, SP;
  • Secretário Executivo – Christian Gauss, Doutorando, FZEA, Pirassununga, SP;
  • Secretária Suplente – Dra Cláudia Moreno Paro, Bambu Carbono Zero, São Paulo, SP;
  • Tesoureira Titular – Gabrielle A. de V. W. Okretic, Arquiteta, Campinas, SP;
  • Tesoureira Suplente – Juliana V. Becker, Arquiteta, Doutoranda, IAU-USP, São Carlos, SP;
  • Primeira Conselheira Fiscal – Raquel M. Reis, Administradora de Empresas, Adamantina, SP;
  • Segunda Conselheira Fiscal – Dra Maristela Gava, Professora da Eng. Madeireira, UNESP, Itapeva, SP;
  • Cons. Fiscal Suplente – Dra Juliana C. Barbosa, Professora da Eng. Madeireira, UNESP, Itapeva, SP.

Urna de Bambu e livro de inscrição

 

 

Kim Boi Bambu

KIM BOI BAMBOO RESTAURANT

Para quem não acredita que é possível vencer grandes vãos com Bambu.
O escritório de arquitetura Tran Ba Tiep soube aproveitar a beleza e a força do bambu para transformar um local abandonado no impressionante Kim Boi Bamboo Restaurant .
A estrutura de 700 metros quadrados, foi concluída em 2016, a Kim Boi Bamboo Restaurant foi construída sobre os ossos de uma estrutura de concreto de doze lados que foi abandonado e deixado inacabado por muitos anos devido à crise econômica .
Os arquitetos trabalharam com as colunas e vigas de concreto existentes para construir uma estrutura de suporte de bambu e conectá-lo à fundação e vigas existentes com tubos de metal e pinos de ferro.
Os arquitetos selecionaram um tipo de bambu contínuo , conhecido como Tam Vong ( bambu ferro, aqui no Brasil conhecemos como bambu gigante, aliás o Bambu utilizado em construções pela Bambu Carbono Zero) , para construir o quadro e cobrir o telhado com folhas leves. O telhado de 15 metros de altura acabado toma a forma de um chapéu cônico tradicionalmente usada por mulheres vietnamitas e é pontuada por uma claraboia no centro que traz à luz natural. O restaurante é mantido aberto em todos os lados para trazer ventos de refrigeração e permitem vistas da paisagem.
“O projeto é o destaque na estância de ecoturismo oferecendo encantadora paisagem natural no norte do Vietnã ” ” O investidor atribui especial importância para a preservação da paisagem ambiental, ecologia natural da região e pretende construir um resort que é típico das aldeias vietnamitas. ” Arquitetos Tran Ba Tiep.
Investidores; o MATERIAL, a FORÇA DE VONTADE, ARQUITETOS INTERESSADOS E ESPECIALIZADOS, as TÉCNICAS e a MÃO DE OBRA você encontra aqui na BAMBU CARBONO ZERO. ? Vem!

Kim Boi Bambu

Kim Boi Bambu

Kim Boi Bambu

Kim Boi Bambu

Oca de Bambu

A solução encontrada para a sustentação e forma dessa estrutura foi usar as vigas vagão.
As tramas entre elas foram feitas com feixes de varinhas de bambu onde conseguimos uma maior flexibilidade para as curvaturas.
Projeto executado pela Bambu Carbono Zero / Arquiteto Fabio Galeazzo

Oca de Bambu

Oca de Bambu

Oca de Bambu

Oca de Bambu

Oca de Bambu

>